AGRO | Fazenda Dois Mil, em Goiás, elogia perfilhamento e rebrota de novo cultivar de Brachiaria





As comprovações provenientes de estudos científicos sobre a alta qualidade e produção da Brachiaria híbrida cv. Mulato II seriam apenas dados literários se não existissem casos reais em propriedades rurais com aumento da rentabilidade para produtores.

E histórias de sucesso com o uso do novo cultivar de Brachiaria, exclusivo da Barenbrug, são comuns e todas com o mesmo final feliz: elogios e elevada impressão positiva com a capacidade do produto.

 O relato inicial pode ser usado perfeitamente para descrever o resultado obtido pela Fazenda Dois Mil, no município de Jussara, em Goiás. O responsável técnico pela propriedade, Jean Carlo Guimarães e Silva, comprovou a eficiência do Mulato II e fez ótimas recomendações.

“O perfilhamento da Brachiaria híbrida Mulato II é muito bom e tem uma rebrota extraordinária. O material tem apresentado alta produção de matéria seca e alta capacidade de suporte”, explicou Jean Carlo, que implementou o novo cultivar exclusivo da Barenbrug em 72 hectares da propriedade que tem 22 mil animais e 21 mil hectares. O principal negócio da Fazenda é a produção de grãos e a pecuária.

“Além das ótimas características de implementação e produção, percebi que a Mulato II tem ótima resistência a cigarrinha, que é uma praga com muita pressão em nossa região”, prossegue Jean. “Estou muito satisfeito com o uso dessa Brachiaria”, completou.

Supervisão comercial e atendimento técnico da Barenbrug fazem a diferença para o produtor

Conseguir a comprovação do uso adequado da Brachiaria híbrida cv. Mulato II e dar consultoria para aumentar a rentabilidade do produtor são itens que fazem parte da missão da Barenbrug. Dedicada a entregar eficiência e, principalmente, um atendimento diferenciado ao consumidor, a empresa trabalha arduamente para ver – cada dia mais – produtores recompensados e felizes com ótimas implementações de seus produtos.

“O Jean Carlo (da Fazenda Dois Mil) ficou muito satisfeito com a implantação do Mulato II, bem como com os primeiros pastejos na área, tendo em vista o vigor do material e a aceitabilidade por parte dos animais. Para nós, supervisores de vendas, é muito importante que consigamos efetivamente ajudar o produtor”, salientou Caio Simões, supervisor de vendas da Barenbrug do Brasil.

“A Fazenda Dois Mil é uma grande propriedade, referência na região de Jussara (Goiás), que em geral trabalham com materiais convencionais. Acredito que esse foi um bom primeiro passo para ampliarmos as áreas de materiais híbridos, indo de encontro ao objetivo da Barenbrug de melhorar a rentabilidade e sustentabilidade dos sistemas de produção animal”, prosseguiu Simões.

Atendimento técnico na Fazenda Dois Mil garante maior produtividade

A Barenbrug do Brasil faz o acompanhamento técnico na Fazenda Dois Mil desde o momento da implementação: no fim de novembro de 2019. Quem faz o trabalho presencial na propriedade e deu direcionamentos técnicos ao Jean Carlo foi Samea Cabral, que faz parte do time de Desenvolvimento Tecnológico da Barenbrug. Ela ajudou a garantir a alta taxa de produção e maior rentabilidade para a propriedade rural. 

“Nós, do Departamento Tecnológico da Barenbrug, acompanhamos desde os primeiros passos do estabelecimento da área e sabíamos que um desafio estava pela frente, pois, a região em que se encontra a fazenda, apresenta um perfil de solo muito arenoso; e mesmo nesse tipo de solo a Brachiaria híbrida cv. Mulato II não deixou de expressar todo seu potencial produtivo: apresentou 18 toneladas de massa verde por hectare em seu primeiro corte, nos permitindo incrementar elevada taxa de lotação na área estabelecida”, explicou Samea Cabral, que permanece acompanhando todo o desenvolvimento da área na Fazenda Dois Mil.

“Nosso objetivo na Fazenda Dois Mil é fazer a terminação à pasto dos animais que hoje estão ocupando a área, uma vez que a Brachiaria híbrida cv. Mulato II tem proporcionado 30% da produção de matéria seca anual, durante o período seco”, finalizou Samea Cabral. | 

Postar um comentário

0 Comentários